Tuesday, June 27, 2006

De como as alminhas se vêem aflitas para distinguir o cuecame


São verdes, azuis, cor-de-rosa, laranja, amarelas e são quase todas iguais. Só as que têm letras ou bonecos é que se safam e são imediatamnete reconhecidas pela respectiva dona, caso contrário sujeitam-se a ser avaliadas com ar circunspecto, ou até rejeitadas.
«Ai essas não são minhas, não tenho nenhumas dessa cor». «Minhas é que não são!» «Tens a certeza?» «Tenho». «Ok, então se calhar são minhas». Às vezes a descoberta só se dá dias depois: «olha lá, sabes aquelas verdes claras? Afinal são minhas». «Vês, eu não te disse?Mas agora tens de esperar pela próxima máquina...»

7 comments:

Anonymous said...

Excesso de informação.

apipocamaisdoce said...

Assinado: a pipoca mais doce

gralha said...

Fácil: bordam os nomes na roupa como se fazia com os bibes da escola.

Alminha Mariana said...

Primeiro, não sabemos bordar. Segundo, se bordássemos acabava-se a diversão a seguir à maquina da roupa!lolol... é muito cómico!

Clementine Tangerina said...

lolol....pois é o que dá 3 mulheres em casa... ;)

Anonymous said...

Lol!!LOL!!So voces para me fazerem rir! Tenho saudades vossas! hoje dei cabo duns salmon maki e duns california com a leididi e ja deu pra matar saudades, mas falta estar com as outras duas alminhas!!!
Carla

Anonymous said...

a soluçao é simples... ha uns sacos em rede para a roupa interior ir a maquina.... um saco para cada e pronto... acaba-se a confusão!!
de nada!