Wednesday, October 18, 2006

Confusão nas Alminhas (porque já estava a demorar)

A rua das Alminhas voltou a ficar envolta em confusão. E o prédio também, by the way. Ou pelo menos eu acho que sim, mas não tenho bem a certeza. Ok, eu explico: eram 4h30 da manhã quando acordei dum sonho muito giro em que estava grávida, com uma grande barriga que segurava com as duas mãos, prestes a dar à luz, com dores e tudo. Nisto ouço umas vozes altas e uns risos de pôr os nervos em franja, não só por serem 4 e tal da manhã, mas por serem dos chungas mal educados lá do burgo.
Completamente bêbeda de sono, não consegui levantar-me para os mandar calar, mas tenho ideia que a Mariana o fez. Parece-me que ouvi os estores dela a abrirem e a porta da varanda também.
Ora como se não bastasse, começo a ouvir movimentações estranhas na casa das crianças do demónio. Nisto chega um carro que pára à porta do prédio e lá fica, de motor ligado. De repente ouço uma correria no andar de baixo, a porta da casa a bater, passos pesados e apressados a descer as escadas, a porta do prédio a bater numa barulheira, a porta do carro a fechar e vai de arrancar. Houve alguém, portanto, que saiu daquela casa, onde vive uma mãe doida, um bebé, uma filha de 12 anos e dois filhos de 9 e 6, às 4h30 da manhã. E que fez questão de fazer bastante barulho, para ter a certeza que todos os habitantes do prédio ouviam.
Os chungas, esses, calaram-se (obra da Mariana, desconfio) e eu lá adormeci, para sonhar que estava numa espécie de nave espacial de onde não podia sair, mas onde havia um sofá, no qual me sentei já com o meu bebé nos braços (aquele do sonho anterior que ainda estava dentro da barriga).

5 comments:

Alminha Mariana said...

Não fui eu!!! Eu não ouvi nada.

mary said...

eu tb n...

morango said...

õ_Õ huuumm...acho que fez parte do sonho...

Leididi said...

É oficial: estou a ficar maluquinha.

B. said...

Eu hj tb sonhei uma coisa mto mto estranha.. ´Coisas do género: o pessoal do trabalho tinha ficado refém e eu, a boa, tinha saído pelas escadas de emergência e ido alertar a vizinhança.. Hoje confirmei que na realidade se o fizesse era bem capaz de ter um pescoço partido e nem chegar aos vizinhos...